Viver Pindorama na Escola Criativa

CulturaIndígena RedeUNOi ViverPindorama 12 de maio de 2017

FACEBOOK TWITTER

Em nosso cotidiano, percebemos as influências dos indígenas em nossas vidas através de diversos costumes culturais que herdamos desses povos: hábitos alimentares, linguagem e palavras, culinária, brincadeiras, danças, contos e cantos.

– Renata Souza, coordenadora da Escola Criativa

A Escola Criativa Unidade de Ensino (Feira de Santana – BA) desenvolveu o projeto Viver Pindorama, do UNOi, em um evento para seus alunos.

Através do Ensino Híbrido, a escola produziu estações onde os alunos puderam cantar, brincar, comer e contar em Pindorama.

Estação Cantar e Brincar, com a tribo Kariri-Xocó

Nessa estação, os kariri-xocós compartilharam relatos de sua cultura e convidaram os alunos para participar de apresentações de música e dança. Além disso, fizeram uma exposição dos artesanatos que produzem.


Foto: divulgação Escola Criativa

Estação Contar

Anderson Pankararu, estudante da UEFS, fez uma apresentação artística apresentando um cordel musicalizado sobre histórias dos indígenas e palestrou sobre a cultura antiga de seu povo, tecendo um paralelo com a atual situação das populações indígenas. Contou também sobre seu percurso pela Universidade Estadual de Feira de Santana e a necessidade de estudar para conhecer e exigir seus direitos.


Foto: divulgação Escola Criativa

Estação Brincar – construção de instrumentos musicais indígenas

O professor de música Nilson Oliveira, graduando em Licenciatura em Música pela UEFS, ministrou aos alunos uma oficina de produção de instrumentos musicais utilizados pelos povos indígenas em seus rituais. Os instrumentos foram confeccionados de maneira sustentável, com a utilização de sementes, garrafas pet e tintas para a decoração.


Foto: divulgação Escola Criativa

Estação Contar – não era uma vez.

Os alunos assistiram à palestra “No Brasil todo mundo é índio, exceto quem não é”, onde a professora e escritora Reijane Cristine Santos Cunha, da UEFS, falou de sua pesquisa e vivência com as tribos indígenas e aproveitou para contar aos alunos do Fundamental II sobre vários temas relacionados, desde o descobrimento do Brasil até os dias atuais.

A professora compartilhou alguns contos indígenas, falou da origem do nome da tribo Pataxó, mostrou informações sobre as tribos indígenas que residem na Bahia atualmente e apresentou para os alunos seu livro “Jaguariri”.


Foto: divulgação Escola Criativa

Estação “Valorizar a cultura indígena”

Os alunos fizeram pinturas e colocaram vestimentas típicas, e depois dançaram e fizeram perguntas aos indígenas sobre sua cultura e sua vida.


Foto: divulgação Escola Criativa

Equipe Escola Criativa envolvida na atividade:
Viviane Araújo – Diretora Geral
Fernanda Araujo – Coordenadora da Educação Infantil
Ana Luzia Nunes – Coordenadora do Fundamental I
Renata Souza – Coordenadora do Fundamental II

Posts Relacionados

Internacional de Diretores – Redes ou paredes

Paula Sibilia é ensaísta, pesquisadora em Educação e autora do livro "Redes ou Paredes". Paula será uma das pa

InternacionaldeDiretores PaulaSibilia ProcuraseUmaEscola

1 semana

Socialização de prática — Uso de aplicativos nas aulas de Geografia Física

Como fazer com que os alunos realmente aprendam Geografia Física? O professor Jardilson Silva Ferreira, do Colégi

AtmosferaEscolar Geografia SocializaçãodePráticas

1 mês

REDEi 2017 — Vivências [Parte 4]

Para o Estação REDEi 2017, realizado no início de abril na Costa do Sauipe (BA), produzimos treze vivências ún

EstaçãoREDEi TempoTempoTempo Vivências

2 meses

Comentários